Últimas notícias
Últimas notícias

Sábado dia 14 de julho, a mini-ópera "Domitila" faz sua estreia em Portugal na voz maravilhosa da soprano Carla Caramujo, acompanhada pelo Toy Ensemble formado por Ricardo Alves (clarinete), Jed Barahal (cello) e Christina Margotto (piano). Carlos Antunes assina a direção cênica. A récita acontece no Festival Cisternúsica no Mosteiro de Alcobaça.

Foto: Carlos Antunes
... See MoreSee Less

Sábado dia 14 de julho, a mini-ópera Domitila faz sua estreia em Portugal na voz maravilhosa da soprano Carla Caramujo, acompanhada pelo Toy Ensemble formado por Ricardo Alves (clarinete), Jed Barahal (cello) e Christina Margotto (piano). Carlos Antunes assina a direção cênica. A récita acontece no Festival Cisternúsica no Mosteiro de Alcobaça. 

Foto: Carlos Antunes

 

Comment on Facebook

Mais um sucesso , caro Mestre da composição. Abraço.

Parabéns!!!

Sucesso! 🎶

Sucesso!!!

4 dias atrás

João Guilherme Ripper

... See MoreSee Less

 

Comment on Facebook

Ah...a versão sinfónica! Maravilha! Sucesso!

5 dias atrás

João Guilherme Ripper

O compositor Alexandre Delgado, Diretor do Festival Cistermúsica de Alcobaça, fala sobre a estreia portuguesa de "Domitila" no próximo dia 14 de julho.

Carla Caramujo, soprano

Ricardo Alves, Clarinete
Jed Barahal, cello
Christina Margotto, piano

Carlos Antunes, encenador

www.youtube.com/watch?v=s-qbv5b0_v4Alexandre Delgado destaca Domitila, a mini-ópera em um ato baseada nas cartas de D. Pedro I e da Marquesa de Santos, com música e libreto de João Guilherme R...
... See MoreSee Less

Video image

 

Comment on Facebook

1 semana atrás

João Guilherme Ripper

Apresentação do "Concertino para oboé, fagote e cordas" com o oboísta Alexandre Barros e a fagotista Catherine Carrignan acompanhados pela Filarmônica de Minas Gerais dirigida pelo Maestro Marcos Arakaki. Depois, a honra de registrar meu nome na parede dos Artistas da Sala Minas. ... See MoreSee Less

Apresentação do Concertino para oboé, fagote e cordas com o oboísta Alexandre Barros e a fagotista Catherine Carrignan acompanhados pela Filarmônica de Minas Gerais dirigida pelo Maestro Marcos Arakaki. Depois, a honra de registrar meu nome na parede dos Artistas da Sala Minas.Image attachmentImage attachment

 

Comment on Facebook

A honra é toda nossa. Obrigada pela música!

1 semana atrás

João Guilherme Ripper

Alexandre Barros, Catherine Carignan e a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais dirigida por Marcos Arakaki, voltam a apresentar o "Concertino para oboé, fagote e cordas" nesta sexta-feira, dia 6 de julho, na Sala Minas.A segunda obra dos concertos desta quinta e sexta nos levará direto para o Rio de Janeiro. Estamos falando sobre o "Concertino para oboé, fagote e cordas", de João Guilherme Ripper, com solo dos nossos talentosíssimos Catherine Carignan e Alexandre Barros. A obra é resultado da orquestração do primeiro e do terceiro movimentos de outra peça de Ripper, "From my window nº 1", originalmente escrita para oboé, viola ou fagote e piano. Ela evoca elementos tipicamente cariocas: as pedaladas pela orla, o pôr do sol e a bossa nova. Bem interessante, não é mesmo? Ainda dá tempo de garantir o seu lugar. Saiba como: fil.mg/setima18 ... See MoreSee Less

Carregar mais